José Weis

 

Sobre o autor: JOSÉ WEIS é um experiente poeta gaúcho, apaixonado pela leitura desde a infância. O autor teve sua primeira publicação em nível nacional pelo jornal ‘Leia Livros’, importante jornal já extinto em cuja capa estrelou outrora Manuel Bandeira, considerado por José Weis como seu maior padrinho poeta.

A obra de José Weis abarca anos de sua notável produção e expressa o que se passa na mente e no coração do escritor, que é confrontado pelo mundo e por suas várias possibilidades de releitura. Influenciado pelos grandes mestres, de Drummond a Leminski, de Bob Dylan a Caetano Veloso, José Weis oferece seu próprio testemunho da eternidade poética assim como de sua contemporaneidade.


Sobre a obra: A obra poética CACHORRO NÃO É UÍSQUE, de José Weis, é uma arrojada experimentação poética, onde as possibilidades da escrita são nutridas pela alma. Seus poemas, com significações pertencentes à vida do sujeito, investigam e revelam ainda assim aquilo que as palavras e símbolos são incapazes de traduzir.

A poesia é reverenciada por JOSÉ WEIS como fenômeno da linguagem e manifestação. Há também uma noção foucautiana do discurso como representação culturalmente construída pela realidade, não uma cópia exata da realidade. Ou seja, assim como ‘Cachorro Não é Uísque’, o poema não explica a vida nem vice-versa. De fato, não há poesia, apenas as provas ou a ausência de provas da poesia vivenciada.