Leo Durval

Sobre o autor: Nascido em Recife em 1980, Leo Durval é poeta, romancista, cordelista e artista plástico. Sócio da União Brasileira de Escritores – Secção Pernambuco, membro da Academia Camarajibense de Letras e da Academia Pernambucana de Literatura de Cordel. Autor dos livros: “Epístola de um Pensador” (2009), “A Joia de Ana” (2013) e “A Onça Alada” (teatro 2016), este último inspirado no Movimento Armorial, cujo objetivo seria criar uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do Nordeste Brasileiro.

Sobre a obra: 

Ensaio Sobre o Ceticismo: A obra de Leo Durval tem um tom biográfico, e envolve o leitor nas linhas concisas com que tece seu enredo. Ao ler este ensaio o leitor vai se enredar na experiência do ceticismo amargo desse autor em processo de amadurecimento de sua relação com seus temores, suas incredulidades e suas certezas. Duas perguntas são fundamentais nesta obra: para que estamos aqui? E qual o significado da vida?  Este ensaio é repleto de metalinguagem, de provocações que nos desafiam acompanhar a personagem em suas crises, ardor, ansiedade, ponderações acerca de si mesmo e da vida. A obra traz uma linguagem objetiva e madura. Durval vai edificando essa complexa busca num tom lírico e filosófico.  A obra apresenta também o olhar do entorno, das dores alheias, expressando uma constante preocupação antropológica que avalia sua relação com os seres, a natureza e o ceticismo.