Lucas Apotiguara

Sobre o autor: Nascido Lucas Apotiguara de Castro em 25/06/1993 na capital de São Paulo, descendente de mineiros e paulistas por parte de pai e de maranhenses por parte de mãe. Passou sua infância e adolescência na cidade de São José dos Campos, onde desenvolveu o gosto por esportes como o atletismo, porém, acometido de problemas físicos teve que abandonar precocemente o esporte. Aos dezoito anos, de volta à Capital , decidiu estudar Fisioterapia, curso que abandonou após o primeiro semestre. Passou a fazer teatro e Ciências Sociais. Na Literatura apaixonou-se por escritores consagrados como Clarice Lispector, Fernando Pessoa e Gabriel Garcia Marques. Hoje a leitura é como uma religião. Assim desenvolveu o gosto pela escrita.

Sobre a obra: Neste livro Lucas fala da subjetividade da Poesia, questionando as mazelas sociais e políticas, explora poeticamente e com bastante sensibilidade quesitos que cotidianamente afligem todo ser humano. Nota-se sua maturidade no que aprendeu com o Teatro e a Sociologia.

Em “DIAS BUCÓLICOS SENSORIAIS” ele aborda o despertar do homem ao enxergar as coisas que antes eram meramente despercebidas e que, com outro olhar, tornam-se deslumbrantes e passam a dar novo sentido à vida. Em “RESPONDA – IMAGINA SÓ ?” ele retrata sua visão sobre Deus como um ser onipotente,que vê o Homem como um ser único, desprovido de qualquer supremacia, de qualquer preconceito. Em “PALCO DE HYPOKRINEIN” ele consegue, em apenas uma poesia, retratar toda a hipocrisia da humanidade, o que vivenciamos desde a Religião à Política; o desrespeito, a corrupção desenfreada, a nutrição do falso amor, o descompromisso com a ética.

Apotiguara aborda em suas poesias todo o seu despojar sobre o entendimento da vida humana, às vezes sarcástico, às vezes debochado, às vezes desiludido; mas vê-se uma proposição de que, com um novo olhar sobre a humanidade, é possível aguçar a percepção em busca de uma existência mais prazerosa e feliz.