Rodrigo Lodi

Sobre o autor: Rodrigo Lodi é mineiro, poeta e fotógrafo. Escreve desde a adolescência, embora nunca tenha buscado uma editora para distribuir seus poemas. Há cerca de 5 anos foi convidado para uma publicação caseira em conjunto com outros 3 poetas, livro prefaciado por Bartolomeu Campos de Queirós, chamado “Mais Infinito”. Procurou a Kazuá por recomendação de amigos ligados à poesia e às artes, que vêm insistindo para a publicação de um projeto solo por uma editora conceituada.

Sobre a obra: Palavra Pouca busca a intensidade do sentimento em textos curtos e fortes. São poemas predominantemente escritos nos últimos dois a três anos relatando as nuances dos sentimentos, das relações humanas, da infância ao amor, da ilusão à liberdade, da busca às conquistas e reconquistas.

–> “Eu o vi pouco, mas o li muito em uma longínqua rede social: nela, escritores trocavam poemas. Lodi chegava sorrateiro, inundando com seus versos matadores nossos singelos versos. Mas a rede virtual ficou para trás e Lodi foi para frente, escrevendo em parceria ou sozinho e, provavelmente, também para enamorar as moças (seus olhos verdes casam bem com a poesia). E agora, neste Palavra Pouca, é muito o que transborda, em versos curtos, singelos, onde percebe-se um Lodi ainda garoto, apaixonado, mas certo do que sente e, então, escreve. Palavra Pouca muito diz sobre os nossos meninos internos, nossas paixões e pequenos desejos e as observações cotidianas de quem sabe olhar e registrar em rápidos versos. Bem-vindo a tanto.”

(Claudia Schroeder, Autora de “Leia-me Toda”)