Tatiana Aline Santana

De tempos em tempos, vem à luz uma obra que se eleva acima do ruído frenético da modernidade, que alcança uma tão almejada paz de espírito, e respira o ar puro de um grande amor. Em ‘SER’, Tatiana Aline Santana adota com flexibilidade criativa a antiga tradição japonesa do haicai, modalidade poética de extrema condensação.

                São breves e vívidos poemas sobre o amor, amizade, liberdade, esperança, paixão e preconceito. Em cada verso, cada palavra, compactam-se as cores de significados múltiplos, manifestam-se em reflexões singelas as experiências de vida da autora, seus voos e suas inspirações. A linguagem, orgânica e musical, dialoga com a juventude, resgata sensibilidades e oferece frutos de maturidade e superação em meio ao cinza do concreto.

                O diferencial de ‘SER’, consiste exatamente em sua capacidade de simplificar os desafios emocionais e mentais da conturbada vida urbana, seu dom de prover momentos de serenidade, de alegria e leveza. Em uma realidade cada vez mais apressada, Tatiana Aline Santana oferece na forma de haicais suas sementes de vida, de alegria e sabedoria. Sementes delicadas e promissoras, que irrompem no solo fértil que é a alma do leitor.