Concurso Nacional de Criação Literária – Prêmio Editora Kazuá 2016

Concurso Nacional de Criação Literária

A Editora Kazuá e a comissão do Primeiro Concurso Nacional de Criação Literária – Prêmio Editora Kazuá- finaliza este concurso e premia autores em cinco categorias:Contos e Crônicas, Dramaturgia, Literatura Feminina, Poesia e Romance.

O Concurso cumpriu o objetivo de promover a literatura contemporânea, organizar as obras e difundir talentos. Durante as etapas do processo, os autores que desejaram tiveram suporte e assistência profissional para a produção textual, estética da obra e análises com relação as possibilidades de publicação.

Aguardamos os vencedores de cada categoria para a oficialização das premiações.

Nesta edição foram distribuídas além dos prêmios menções honrosas; uma menção honrosa na categoria de Contos e Crônicas, uma na categoria Dramaturgia, uma na categoria Literatura Feminina, doze menções honrosas na categoria Poesia e três na categoria Romance.

Parabéns a todos os premiados!

E nossos sinceros agradecimentos a todos e todas que participaram do concurso e cresceram conosco.

Convidamos a todos para conhecer o segundo Concurso Nacional de Criação Literária – Prêmio Editora Kazuá.

Prêmio Tatu

Contos e Crônicas  

 

Um gênero que mandou originais bem diversificados formando uma rica colcha de retalhos literários: somente contos; somente crônicas; mini contos; poesias e contos; nano contos; aforismos; Flash Fiction e Pocket. Livros que apresentem somente crônicas são mais raros. É um universo literário em expansão e bem procurado por adolescentes. Como não existe concurso específico para as subdivisões, todos foram enquadrados em contos e crônicas. Os autores estão mais focados na produção. Foram os autores que mais procuraram avaliação e orientação para a segunda fase.

 

Vencedora

Judite Marieta Canha Fernandes – Curtíssimas

 

Menção Honrosa

Oscar Nestarez – Horror Adentro

Prêmio Serpente

Dramaturgia

 

A categoria se caracterizou pelo envio de peças teatrais completas e prontas para a montagem, inclusive com marcação de cena e sugestão para os atores. Mostrando a eterna magia do teatro e seu decalque de realidade a maioria dos enredos abordou a política no Brasil. Foi o gênero que menos enviou originais para o concurso.

 

Vencedores

Fernanda Vizeu e Peter Boss – Catraca Catraca, As Vozes do Povo Brasileiro

 

Menção Honrosa

Miriam Halfim – Premio Especial pelo conjunto da obra

Prêmio Pássaro

Literatura Feminina

 

Transcendendo os primeiros sentidos do texto a categoria acolheu a literatura feminina feita por mulheres, mas não só, mostrando uma escrita madura, enfrentando tabus, vencendo preconceitos e a misoginia editorial. Este foi o gênero onde os autores enviaram as obras mais completas, já na primeira fase. Com personagens femininos fortes, enredo envolvente e foco na superação da baixa estima causada pela domesticação feminina. O gênero foi o 4ª em números de envio para o concurso.

 

Vencedora

Fabiani Taylor – Badalador de Sinos e Outras Crônicas

 

Menção Honrosa

Beatriz Pan Chacon – Ela, Sozinha

Prêmio Peixe

Poesia

 

Os poetas e suas harmoniosas palavras repletas de ritmos e imagens! O gênero que mandou maior número de originais para o concurso, belo mergulho no eco da subjetividade, apresentando em lirismo representações de figuras imagéticas de sentimento de amor, ternura e indignação pela situação de exclusão de outrem. Apesar da beleza dos textos mais da metade dos poetas não mandou sua obra para a segunda fase do concurso. Olho rápido poetas!

 

Vencedora

Beatriz Guimarães Barboza – Entre Rios

 

Menções Honrosas

 

Alexandra Lopes da Cunha – Bífida e outros Poemas

Clóvis Filho – Nina

Hannah da Cunha Cavalcanti – Travessia Perene

José Weis – Cachorro não é Uisque

Judite Marieta Canha Fernandes – Caderno de Música

Marco Antonio Pereira de Lima – Jardim de Árida Poesia

Maria Clara Toledo – Poemas e Palavras

Pedro Perussolo – Veni, Vidi, Vício

Ronaldo Coelho Teixeira – Espantalho Lírico

Solidade Lima – Um Nó na Medula

Viviane dos Santos – Uma vida contada em Versos

Yessica Klein – Contos & Encontros

 

 

Prêmio Pavão

Romance

 

Além das histórias românticas, a maioria centrada em ações e superação das dificuldades dos protagonistas, o concurso recebeu vários romances de histórias de vida pessoais, de ONGs, comunidades e propostas políticas, mostrando outros talentos. O laboratório de narrativas longas faz parte dos livros de epopéias e da humanidade e neste ano funcionou muito. Muitos romances já chegaram prontos ao concurso e foram publicados ao longo do ano. A maioria dos autores mandou o romance para a segunda fase do concurso.

 

Vencedora

Alexandra Lopes da Cunha – Demorei a gostar de Elis

 

Menções Honrosas

Edilson Luiz da Silva – Pedro Feroz

Haroldo Silveira Dórea – Segredos em Mount Royal

Schleiden Nunes Pimenta – O Fim do Tempo