PROMOÇÃO JULHINA: Clique aqui e garanta estes livros com até 40% de desconto

10/07/2017

O arraiá ainda não acabou! E pensando nisso, a Kazuá preparou uma promoção aos leitores e leitoras para levar dois títulos com temáticas regionais para sua casa, com até 40% de desconto. Afinal, livro é o melhor presente!

Pela loja virtual da Kazuá, você garante 20% de desconto nos livros e recebe sua encomenda em até 7 dias úteis. Fazendo uma visita ao nosso Espaço Cultural, no centro de São Paulo, você ganha 40% de desconto e ainda conhece nosso grupo de editores e os outros títulos da Kazuá. É pertinho do metrô Santa Cecília, na Rua Ana Cintra, 26. Vem tomar um café com a gente!

Confira os livros em promoção até o dia 17 de julho:

“Chapéu de Palha”, de Francisco Ubaldo Vieira

“CHAPÉU DE PALHA”, do autor Francisco Ubaldo Vieira, é uma obra que resgata a tradicional arte do contador de histórias, dom que reflete a cultura de seu tempo e reafirma sua continuidade. Nos contos mesclam-se personagens reais e fictícios: o homem simples, o imigrante em busca de vida nova, seus amores, sonhos e devaneios.
Em sua prosa generosa, o escritor revela maestria na oficina de encontros da vida, resolvendo as tragédias com simplicidade surpreendente, evocando o perdão, o abraço, a tolerância. “Chapéu de Palha” possui uma humanidade que emociona, ao nadar contra a correnteza por um final feliz, e ao retratar a busca do artista por dar um sentido mais profundo à vida.

 

“Fazenda Aconchegada”, de Douglas Santana

“FAZENDA ACONCHEGADA” é uma saga em busca por humanidade e uma jornada de sobrevivência psíquica, vivida através de personagens que sofrem pesados fardos entregues pelo destino. Logo revela-se ao leitor a ausência do tão ansiado aconchego, tanto no cotidiano engessado quanto nos sentimentos pesarosos dos homens e mulheres do campo retratados. A estratificação e enrijecimento de uma vida em sociedade, regida por regras fixas e sem perspectiva de transformação, são acompanhadas pela crescente ansiedade dos personagens. Este título do escritor Douglas Santana afasta-se da serenidade dos Românticos ingleses e seu bucolismo no campo, mergulhando em uma tristeza nada tradicional em seu nicho. Cada nuance da narrativa parece conduzir à noção de quão realmente submissa é a sociedade rural tradicional.